Não acreditem nos espíritas!

O título desde texto pode parecer confuso, até porque esta é uma página espírita, mas é verdadeiro e vamos tentar esclarecer neste curto texto. Para começar, alertamos que uma coisa são os princípios fundamentais do espiritismo contidos na obra básica, outra é a interpretação que cada um de nós faz desses conceitos, e isso varia consoante as experiências e conhecimentos de cada um. Mais: por vezes varia num mesmo individuo ao longo do tempo, de acordo com as novas experiências e conhecimentos que vai adquirindo. Em teoria, isto por si só, deveria ter como resultado não mais do que pequenas […]

Que livros espíritas devo ler?

A melhor forma de obter conhecimentos de espiritismo é através da leitura, mas o que ler? A resposta é simples: o melhor é sempre começar pelo principio, adquirir bases sólidas, que por sua vez vão permitir destrinçar o trigo do joio nas leituras posteriores. Assim, a nossa sugestão é para que comece pelas obras de Allan Kardec. Obra Básica composta por: O Livro dos Espíritos; O Livro dos Médiuns; O Evangelho Segundo o Espiritismo; O Céu e o Inferno; A Génese. Obra complementar: O que é o Espiritismo; Obras Postumas. E claro, a revista espírita, publicada por Allan Kardec mensalmente […]

Diferença entre mediunidade e espiritismo

Uma confusão frequente, é a que gira em torno da diferença entre mediunidade e espiritismo. Vamos tentar esclarecer: Mediunidade não é sinonimo de espiritismo. Espiritismo é uma ciência filosófica de consequências morais (para mais informações, ler este artigo). Mediunidade é uma característica natural do ser humano, tão natural como ver, ouvir e falar. Como a mediunidade é universal, existem médiuns que são católicos, outros protestantes, muçulmanos, ateus, enfim, é uma característica presente em pessoas de todo o mundo, independentemente das crenças, profissões e estatutos sociais, muitos dos médiuns desconhecem até que o são! Usualmente utiliza-se a palavra médium para designar […]

Espiritismo e Espírita

Nos dias de hoje, umas vezes por falta de informação, outras por má fé, é habitual ver-se as palavras espiritismo e espírita empregues em contextos de bruxaria, adivinhação, leitura de búzios, etc… Curiosamente essa realidade está de tal forma enraizada na linguagem do dia a dia, que quando se tenta fornecer o correcto significado destas palavras as pessoas ficam desconfiadas e dizem que estamos enganados, para elas, espiritismo e espírita é mesmo aquilo! Na realidade as palavras espiritismo e espírita surgiram em 18 de Abril de 1857 publicadas n’O Livro dos Espíritos, onde Allan Kardec, para além de as utilizar […]