Que livros espíritas devo ler?

A melhor forma de obter conhecimentos de espiritismo é através da leitura, mas o que ler? A resposta é simples: o melhor é sempre começar pelo principio, adquirir bases sólidas, que por sua vez vão permitir destrinçar o trigo do joio nas leituras posteriores.

Assim, a nossa sugestão é para que comece pelas obras de Allan Kardec.

Obra Básica composta por:

  • O Livro dos Espíritos;
  • O Livro dos Médiuns;
  • O Evangelho Segundo o Espiritismo;
  • O Céu e o Inferno;
  • A Génese.

Obra complementar:

  • O que é o Espiritismo;
  • Obras Postumas.

E claro, a revista espírita, publicada por Allan Kardec mensalmente entre 1858 e 1869, e que foram reunidas e transformadas em 12 volumes de enorme qualidade.

É pelos livros acima que deve começar e como pode constatar facilmente, só com Allan Kardec já tem imenso que ler!

No entanto, felizmente a literatura espírita é muito fértil e de qualidade, pelo que, idealmente depois de ler o que listámos acima, pode e deve passar para os autores espíritas clássicos, deixamos aqui os nomes principais, com uma obra vastíssima:

  • Léon Denis;
  • Gabriel Delanne;
  • Ernesto Bozzano;
  • Camille Flammarion;
  • José Herculano Pires;
  • Cairbar Schutel.

Passando de seguida para autores mais contemporâneos, como por exemplo:

  • Hernani Guimarães de Andrade;
  • Jorge Hessen.

E por fim, para obras psicografadas através de médiuns bastante conceituados dentro do movimento espírita, como são os casos de:

  • Fernando de Lacerda;
  • Yvonne do Amaral Pereira;
  • Chico Xavier;
  • Divaldo Pereira Franco.

Existem outros autores clássicos e contemporâneos de qualidade, mas com a quantidade de obras que este artigo já engloba, por certo é uma sugestão razoável.

Aproveitando o facto de este ser um artigo de opinião, e sem qualquer espécie de crítica, o que se verifica é que existem imensos simpatizantes espíritas que não lêem, ou que começam pelo fim, sem terem lido as bases, o que provoca conhecimentos enviesados, dúvidas e pior, por vezes algumas certezas sem sentido.

Além do mais, nos últimos anos algumas editoras descobriram o filão espirita e começaram a publicar obras em massa (dá dinheiro), mas muitas dessas obras não tem qualidade, sendo que algumas de espiritismo só tem mesmo o nome, pois o conteúdo está longe do que deveria.

Assim, é de maior importância a leitura e compreensão da obra básica e dos autores clássicos, não só como instrumento de instrução para quem lê, mas também para desenvolver o pensamento crítico e distinguir o trigo do joio com mais facilidade.

Para terminar, informamos que consegue adquirir muitas das obras dos autores aqui listados nas principais livrarias, no entanto, sugerimos que as adquira nas associações espíritas, pois estas não buscam o lucro e sim a divulgação, o que torna as obras muito mais baratas.

Ou em alternativa, consegue muitas dessas obras em formato digital, gratuitamente (e de forma legal), em diversas páginas na Internet.

Este texto não foi escrito segundo o novo acordo ortográfico.