Consciência pessoal na prática mediúnica

A mediunidade é um instrumento essencial para o aprimoramento do próprio e para auxílio do sofrimento noutros, encarnados ou desencarnados. No que toca ao tema da mediunidade é fácil focar no ego, orgulho, ambição e pouco no trabalho interior, sendo este o maior propósito de se ser médium. Vejamos: podemos definir mediunidade como a capacidade que temos de perceber a influência ou promover a comunicação dos Espíritos. N’O Livro dos Médiuns – cap. XIV, Allan Kardec assegura serem raros os que não têm essa percepção. Para Emmanuel, é aquela luz que seria derramada sobre toda carne. É atributo do Espírito, […]

Jugo leve

  “Prove-me, cientificamente, uma frase de jesus. Tipo aquela ‘vinde a mim vós que estais aflitos e eu vos aliviarei, pois comigo o fardo é mais leve’. Quero que me prove que carregar 50 toneladas com Jesus fica mais leve?” Comecemos, então, por pensar em como a dor acontece. Em que circunstâncias se administra o medicamento? Um manual de fisiologia diz-nos que a dor é um sinal fisiológico que caracteriza uma ferida celular visando a integridade do organismo pelo processo de retirada. Então, dor é um sinal de vida, de saúde e só a tem quem está vivo e saudável. […]

Como implementar uma estratégia de reforma intíma? 

É inevitável que nos deparemos com inúmeras dificuldades, obstáculos e desafios na vida. Vemo-nos impelidos a agir a todo o instante, a ter clareza de objetivos, capacidade de escolha, esforço e determinação. Nas nossas buscas, deparamo-nos com os outros e, por vezes, vemo-nos envolvidos em conflitos e disputas. Na sua procura por felicidade, o indivíduo é muitas vezes tomado por angústia e sofrimento. Numa busca espiritual, é comum o tema da não-violência e do não-conflito, bem como o da ausência de conquista e de acção. Contudo, estes assuntos precisam ser bem entendidos, integrando a vida material com a espiritual. Para […]

Olhares sobre o Amor

1.Deus é  AMOR Deus é ilimitado e plenitude. Amor é a expressão dessa plenitude. Quando o leitor age de maneira amorosa, as suas acções retornam na forma de amor. Assim aprende a amar. Você não vai ser amado pedindo às pessoas que o(a) amem, mas agindo amorosamente. O amor como substantivo pode ser complementado pelo amor como adjectivo: agir de maneira amorosa. Assim, quanto mais amorosamente você agir, quanto mais cuidadoso(a), compassivo(a) e atento(a) for, mais confiante e menos inseguro fica. Dessa maneira, terá mais Deus na sua vida, pois inclui o Todo, mesmo que seja num nível pequeno. Precisamos dessa […]